TERESINA

Teresina é a única capital do Nordeste que não está no Litoral e sim entre dois Rios o que pode explicar porque a cidade ainda é pouco desenvolvida para o turismo, assim não conta com uma estrutura considerável de Pousadas e Albergues (As poucas que encontramos os preços eram altos). Por sorte e pelas amizades que fazemos por onde passamos, conseguimos ficar na casa de uma amiga que conhecemos em um albergue em Fortaleza, em outra Trip. ❤

Ao viajar para qualquer cidade, anteriormente pesquisamos o que podemos conhecer nela, assim não perdemos nem um dia sem saber o que fazer. Pela busca na internet, não foi fácil achar muitas coisas para conhecer e ao chegar lá, percebemos que é porque realmente a cidade não apresenta muitas opções.

Portanto se você ta pretendendo ir pra lá, pra facilitar sua busca, fizemos uma lista dos lugares que fomos, assim fica mais fácil saber o que fazer por lá:

1- Parque Potycabana –  É uma grande áre)a verde transformada em parque, preservada, as margens do Rio Poty. (gratuito)IMG_8075

2 – Floresta Fóssil: Fica ao lado do Parque Potycabana, destaca-se por possuir vários troncos petrificados em posição de crescimento, e por ser o único sítio paleontológico dentro de uma capital brasileira. INFELIZMENTE (ou felizmente) a floresta estava fechada e agora só funciona com agendamento (para aulas), pois a população estava retirando os troncos da floresta, para fazer de enfeite em casa.

3 – Encontro dos Rios –  Localizado no Bairro Poty Velho,  é o lugar de encontro dos Rios Parnaíba e Poty, o local é bem bonito, porém infelizmente está abandonado. No caminho encontramos também o Pólo Cerâmico Poty Velho, pra quem aprecia arte em cerâmica, vale a pena ir. (Pra quem vai de ônibus, a parada é um pouco longe, portanto é bom ir cedo para não correr certos riscos). (Gratuito)

12606843_936061969776359_1129593096_n

4 – Teatro 4 de Setembro: Localizado na Praça Pedro II, o teatro conserva uma fachada com arquitetura de inspiração portuguesa e detalhes greco-romanos;

12540308_936061986443024_1124005950_n
5 – Centro de Artesanato: “Próximo” ao Teatro 4 de setembro, o centro conta com  Artesanato  e Gastronomia, lá indicamos comer  “Maria Izabel“, um arroz bem temperado com carne, não deixe de provar a cachaça Lira e Cajuina. Outro atrativo do centro, é que uma das salas ainda guarda as marcas da ditadura militar no Brasil, descendo para a sala subterrânea dizem que ainda da pra ver as marcas de sangue dos torturados;

Sabemos que Teresina tem mais lugares para conhecer, mas o nosso tempo era curto e esses são os mais acessíveis pra quem utiliza ônibus.

PARNAÍBA

Distante 335 km de Teresina, Parnaíba apresenta um grande valor histórico para o Piauí, apresentando principalmente nas proximidades do Porto das Barcas inúmeros imóveis históricos que traduzem a importância de Parnaíba, chegando naquela época a ser mais importante do que a ex-capital Oeiras e sendo uma boa referência à Europa.

Como chegar

Ônibus: Saída a cada duas horas de Teresina custa R$ 67,70, o trajeto dura cerca de 5 horas.
Carro: Saindo de Teresina o melhor trajeto é pela BR – 343, busque no maps o melhor trajeTo pra você.

Hospedagem

A região tem diversas pousadas, ficamos e recomendamos a Pousada Porto das Barcas. Tem uma ótima localização e chamou atenção por sua arquitetura, decoração e galeria de arte, sem falar do preço (R$35/pessoa).

IMG_20150703_161840133_HDRIMG-20150704-WA0057

PORTO DAS BARCAS

O Porto das Barcas é um dos principais pontos turísticos de Parnaíba e fica localizado aos pés da ponte que liga o continente à Ilha Grande de Santa Isabel, às margens do rio Igaraçu. Você encontrará as ruínas, um espaço muito bonito que guarda importantes momentos da história do Piauí, lá funciona também como centro de artesanato. O ambiente rústico, as ruas estreitas e os prédios históricos complementam a paisagem do local.

Atualmente, o Porto das Barcas é a porta de entrada para o Delta do Parnaíba concentrando diversas agências e pousadas além de lojas de artesanato. O local conta com um posto de polícia, bares, restaurantes e amplo estacionamento.

IMG_7788IMG_7785

DELTA DO PARNAÍBA

o Delta é uma formação natural do solo abaixo do rio, que cria a foz, onde o rio encontra o mar em diversos braços. O Delta do Parnaíba é o maior Delta das Américas, o que lhe concedeu esta outra denominação.

É aconselhável o pré agendamento do passeio que pode ser feito com alguma agência de Parnaíba ou diretamente na pousada onde você está hospedado. Agendamos com a empresa Igara Tur (R$ 70,00, incluindo almoço + transfer).

Saída do Porto das Barcas às 8:30h  até o município de Ilha Grande, mais especificamente até o Porto dos Tatus, local de saída para quase todos os passeios do Delta do Parnaíba. O passeio de barco segue pela ilha das batatas, Guirindó, Sauninha, Cujubeira, Trindade, Canárias, tendo a primeira parada na Ilha dos Poldros, Praia do Pontal, com uma segunda parada nas dunas do Morro Branco para um banho de água doce no Rio Parnaíba. (Ao chegar lá, tem a opção de uma passeio extra de bote puxado por uma lancha R$10). O passeio durou cerca de 6 boras e ainda foi servido uma caranguejada já inclusa no valor.

IMG_20150703_084908764_HDRIMG_20150703_093655692_HDRIMG_20150703_123630518_HDRIMG_20150703_130922528_HDRIMG_20150703_134353519_HDRIMG_7946IMG_20150703_120755937_HDR

IMG_20150703_141348996_HDR

 

LUIZ CORREIA

A praia mais famosa do Piauí, saindo de Parnaíba tem van ( R$ 4,00) a todo instante. A viagem dura cerca de 20 minutos. A praia não era bem o que esperávamos, estava suja e não era bonita. Não passamos nem 1 hora e voltamos a pé para a rodoviária (cerca de 3 km) para esperar o próximo ônibus para Teresina.

IMG_20150704_102203237_HDR

 

 

 

Até a próxima, Piauí.

 

 

 

Anúncios